aktuell
a imagem da terra
projekte
gletscher
stromboli
jallikattu
vulkane
sumatra
segantini
puja
maka wakan
menabe
mission
london - paris
reis
arles (van gogh)
rarámuri
pirosmani
europa
songlines
terroir
shoa
sinai
eisfeuer
go west
amazonas
die schönsten
a concepcao
o lugares
as faces
as estórias
a viagem
o livro
a obra
kailas
afrika
aotearoa
london
amberger gelb
wein
salz
l'ocre
elefanten im schnee
todesstreifen
atlantis
dresden
værøy
terra di siena
die alpen
die berliner mauer
99 fotografien
installationen
ausstellungen
bücher
editionen
texte
videos
galerien
links
vita
kontakt - impressum

amazonas - a concepcao

Na primavera do ano de 1800 Alexander von Humboldt junto com o frances Animé Bonpland alcancaram o rio Negro, vindo da foz do rio Orinoco. Eles percorreram o rio Braco Casiquiare e comprovaram a existente ligacao natural – antes questionada – entre os rios Orinoco e o rio Amazonas, as duas mais porderosas correntes fluviais da América do Sul.

Durante os meses de Setembro e Outubro (primavera no hemisfério sul) do ano 2000 Ekkland Götze e Jean-Philippe Beau-Douezy viajaram pela regiao amazonica partindo da Ilha de Marajó – no delta do rio Amazonas - onde se encontram fragmentos de uma antiga cultura de mais de 3000 anos. Com um barco comum eles subiram o rio até a cidade de Santarem, onde visitaram a comunidade cabocla do rio Tapajós e Arapiuns seguindo até a cidade de Manaus. Esta cidade, no meio da selva, floresceu no periodo da colonizacao devido a enorme producao de borracha, e naquela ocasiao foi construído o belíssimo Teatro-Opera de Manaus, no qual Caruso infelizmente nao cantou. Exatamente na cidade de Manaus ocorre o encontro das AGUAS do rio Negro (cujo nome se deve a coloracao escura da agua) e do rio Solimoes (agua barrenta e clara) formando assim o rio Amazonas. Continuando a  subir o rio Negro atravessaram a linha equatorial chegando no rio Braco Casiquiare na Venezuela.

Durante esta viagem foram recolhidas ao longo dos rios desta regiao 51 amostras do solo, i. e., TERRA. Todos os lugares foram atingidos através da AGUA, e para isso foram percorridos de barco quase 5000 milhas.

Os lugares, de onde estas amostras foram retiradas foram escolhidos pelos própios habitantes da regiao, porque para eles em especial, estes lugares tem um signifiacdo espiritual, mitológico, cultural.e histórico. De cada lugar foi escolhida uma pessoa, que participou deste evento, e a mesma foi fotografada por E.G.. Além disso, o ceu da regiao foi fotografado, assim como os ruídos do local e a estória das pessoas gravados.

Esta Obra segue uma linha no mais poderoso sistema fluvial da TERRA encontrando povoados com diferentes culturas na maior floresta pluvial da TERRA.